Programa MAIS VOCÊ com os alunos da CHINBRA

China: aprenda mandarim e tenha melhores oportunidades de trabalho

Data: 16/04/2012

"Zao shang hao" ou bom dia”, disse Ana Maria Braga. O idioma é o mandarim e o Mais Você desta segunda-feira, 16 de abril, falou sobre a importância desta língua para os negócios no mundo, principalmente no Brasil. Na China, onde a população chega a 1 bilhão e 340 milhões de pessoas e cuja economia está crescendo a cada dia, o mandarim é a língua oficial e ganhou força em todo o mundo.

Geovanna Tominaga mostra escola pública onde o mandarim é matéria eletiva

País da Ásia Oriental, a China é o maior importador de produtos brasileiros e um dos principais parceiros comerciais do Brasil, superando os Estados Unidos. Para entender esse "boom", Ana Maria Braga voltou no tempo e mostrou que, no fim da década de 70, o governo chinês reformou a economia do país, que era bastante fechada ao comércio internacional. Com essa mudança, o dinheiro começou a entrar, milhões de pessoas saíram da pobreza e o país continuou crescendo. Hoje, a China é vista como uma grande potência mundial. 

Mercado de trabalho: oportunidades melhores para quem sabe mandarim

E falar o mandarim pode fazer a diferença no mercado de trabalho. O Mais Você mostrou dois exemplos de profissionais que trabalham no Brasil e se destacam justamente por saberem o idioma: um empresário e uma corretora de imóveis. “Eu estou no mercado há uns três anos e tudo começou quando meu marido virou corretor e falou: 'Bom, como você fala mandarim, me ajuda. Sai e fala com eles, porque eu não consigo'”, contou a corretora Daniela Wu.

A profissional, que já vendeu mais de 70 apartamentos para os chineses, contou que 90% do seu público tem esta nacionalidade. “Se você fez uma boa venda, ele vai te indicar para todos, amigos, primos. Se você errar em uma venda, seu nome fica entre eles. A menina é legal, ajuda, ou, senão, não compra com ela porque foi um péssimo negócio. É um mercado bem fechado. É complicado”, revelou ela.

O empresário José Perez, que exporta peças para a indústria de máquinas da China, buscou conhecer o idioma para melhorar os negócios: “Conhecer a cultura, entender os costumes e me relacionar melhor com os clientes”. Empolgado com o estudo do idioma (curso de mandarim), ele aproveitou para incluir os filhos nas aulas de mandarim. “O idiograma surge de desenhos, e você precisa associar todos os desenhos com uma palavra. Eu tinha grande dificuldade”, admitiu o filho, Matheus Perez. Nathany Perez, a filha, já ficou em segundo lugar em um concurso de canto em chinês.


Fonte: Rede Globo

Link: http://maisvoce.globo.com/MaisVoce/0,,MUL1679722-10345,00.html




 
03/05/2009 17:01

Nesta area aparece o conteudo da sua pagina


Preencha os campos abaixo e indique a um amigo:
Seu Nome:
E-mail do seu amigo:
 

       
© 2005-2008 Chinbra
Copyright(c) Chinbra todos os direitos reservados
Chinbra Centro de Língua e Cultura Chinesa